Quem Somos

A Escola

Educação de Jovens e Adultos é uma modalidade de ensino, voltada para os alunos em sua maioria que não tiveram acesso à escola normal na idade definida por lei ou dela se evadiu.

O Centro Educacional Bandeirantes - CEBAN, ao longo do desenvolvimento do currículo irá oferecer ao aluno a oportunidade para a realização de estudos extracurriculares e estudos complementares. Serão, ainda, incentivados estágios extracurriculares, permitindo-lhes mudar significativamente o rumo de suas vidas e reinscrever sua própria história

Como você sabe, estão ocorrendo grandes mudanças econômicas, tecnológicas e sociais muito rápidas que afetam a vida das pessoas em todo o mundo. Face a essas mudanças faz-se necessário um aperfeiçoamento constante para sobreviver à nova realidade utilizando novos métodos de estudo. Estudar não é mais uma atividade restrita a determinadas etapas da vida, e sim, mudança de comportamento que o aluno/profissional tem que adotar se quiser ser bem sucedido na sua carreira, qualquer que seja o seu campo de atuação.

Porém, esta necessidade de mudança é complicada para quem trabalha e ao mesmo tempo estuda, buscando se aperfeiçoar para competir no mercado de trabalho.

É preciso se atualizar. Não se pode mais pensar que um curso concluído hoje seja suficiente para preparar o profissional para as transformações que ainda estão por vir. O estudo passou a ser mais que uma atividade restrita a uma determinada etapa de vida, ou seja, a preparação é contínua, pois ter conhecimento significa estar preparado para agir, produzir e liderar.

Estudar é, nos dias de hoje, um estilo de vida, ao qual o aluno deve se adaptar se quiser ter sucesso como profissional. Uma formação continuada é uma exigência diária, já que o mercado de trabalho não aceita mais o profissional que não está atualizado e adaptado aos novos tempos.

Neste contexto, a Educação a Distância – EAD – oferecida pelo CEBAN – Centro Educacional Bandeirantes, vem ampliar as possibilidades de formação do conhecimento, uma vez que absorve uma parcela da população de jovens e adultos que se encontra retida na educação de nível básico, devido à impossibilidade de atender às exigências da modalidade de ensino presencial. Assegura, assim, a melhora da qualidade de vida e a formação profissional desses indivíduos, ao possibilitar a conclusão da educação básica e a consequente certificação, exigência cada vez mais presente na sociedade atual.

“Dentro de nossos sonhos e aspirações encontramos nossas oportunidades”

EAD

Educação a distância (EaD, também chamada de teleducação) é a modalidade de ensino que permite que o aprendiz não esteja fisicamente presente em um ambiente formal de ensino-aprendizagem. Diz respeito também à separação temporal ou espacial entre o professor e o aprendiz.

A interligação (conexão) entre as duas partes do ensino se dá por tecnologias, principalmente as telemáticas, como a Internet, em especial as hipermídia, mas também podem ser utilizados o correio, o rádio, a televisão, o vídeo, o CD-ROM, o telefone, o fax, o celular, o iPod, o notebook, entre outras tecnologias semelhantes.

Na expressão ensino a distância a ênfase é dada ao papel do professor (como alguém que ensina a distância). O termo educação é preferido por ser mais abrangente, embora nenhuma das expressões, segundo o professor, seja plenamente completa.

A EaD caracteriza-se pelo estabelecimento de uma comunicação de múltiplas vias, suas possibilidades ampliaram-se em meio às mudanças tecnológicas como uma modalidade alternativa para superar limites de tempo e espaço. Seus referenciais são fundamentados nos quatro pilares da Educação do Século XXI publicados pela UNESCO, que são: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver juntos e aprender a ser.

Assim, a Educação deixa de ser concebida como mera transferência de informações e passa a ser norteada pela contextualização de conhecimentos úteis ao aluno. Na educação a distância, o aluno é desafiado a pesquisar e entender o conteúdo, de forma a participar da disciplina.

Nesta modalidade de ensino estudantes e professores não necessitam estar presentes num local específico durante o período de formação. Desde os primórdios do ensino a distância, utiliza-se a correspondência postal para enviar material ao estudante, seja na forma escrita, em vídeos, cassetes áudio ou CD-ROMs, bem como a correcção e comentários aos exercícios enviados, depois de feitos pelo estudante. Depois do advento da Internet, o e-mail e todos os recursos disponíveis na World Wide Web tornaram-se largamente utilizados, ampliando o campo de abrangência da EaD. Em alguns casos, é pedido ao estudante que esteja presente em determinados locais para realizar a sua avaliação. A presencialidade é muitas vezes necessária no processo de educação.

Todos os Direitos resevados CEBAN © 2015 - Desenvolvido por